por | jul 14, 2020

Telefonia tradicional: o que o futuro reserva para o mundo dos negócios?

Com o rápido avanço da tecnologia, os meios de comunicação tradicionais, considerados vitais para o bom funcionamento de qualquer negócio, passam por diversas transformações. Este é o caso da telefonia, que mesmo com mais de 150 anos de história se faz muito necessária, seja para comunicação entre colaboradores, parceiros ou clientes.

Apesar de extremamente necessária, uma palavra que costumava acompanhá-la está caindo em desuso: telefonia fixa. O mundo dos negócios caminha para um futuro flexível, onde a mobilidade tornou-se um diferencial competitivo, principalmente com a pandemia COVID-19 que acelerou a digitalização no mundo corporativo. Liberdade para conectar empresas e pessoas de qualquer lugar e a qualquer momento é o novo mantra. Um recente levantamento da Kantar apontou que 23% dos brasileiros estavam em home office no mês de abril de 2020. Outra pesquisa divulgada pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) revelou que o trabalho remoto pode vir a atingir 22,7% das ocupações no Brasil, alcançando mais de 20 milhões de pessoas. Neste contexto, quais serão as tendências da telefonia durante os próximos anos?

Foi neste cenário, onde as empresas precisaram revisar o seu modelo de trabalho provendo mobilidade aos seus colaboradores sem comprometer a qualidade do serviço prestado aos clientes e, ao mesmo tempo, encontrar oportunidades de redução de custo, que a telefonia em nuvem despontou como uma forte tendência. De acordo com um estudo da Market Research Future, espera-se que, em todo o mundo, o mercado de serviços de telefonia em nuvem cresça a uma taxa anual de 16,4% até 2023.

De simples implantação, o ramal na nuvem necessita apenas a rede de internet para que seus usuários possam realizar e receber chamadas telefônicas de qualquer dispositivo, como notebooks, tablets, smartphones ou telefone IP. Além da facilidade, exclui a necessidade de grandes investimentos com manutenções de equipamentos servidores e centrais telefônicas e toda a infraestrutura que o modelo tradicional demanda. Para completar, com ele o atendimento está sempre disponível. caso ocorra algum problema na própria rede ou em um ramal específico, ele é rapidamente identificado e corrigido, evitando a indisponibilidade do sistema. Ou seja, mesmo quando houver a necessidade de reparo e manutenção, o sistema manterá as suas atividades normalmente.

Em quais regiões os serviços de telefonia em nuvem crescerão mais?

Estima-se que o mercado global de serviços de telefonia em nuvem cresça rapidamente até 2023 em quase todas as regiões do mundo, mas a América do Norte tem a maior participação no mercado global de serviços de telefonia em nuvem. Estados Unidos, Canadá e México são os principais países da região. Esse crescimento é atribuído à presença dos principais fornecedores de soluções de serviços de telefonia em nuvem e infraestrutura avançada de TI, para executar aplicativos de negócios e oferecer serviços aos clientes de maneira transparente.

Prevê-se que a Ásia-Pacífico seja a região que mais cresce no mercado global de serviços de telefonia em nuvem nos próximos quatro anos. O aumento da digitalização e a adoção de serviços em nuvem, a fim de reduzir custos operacionais, são os principais fatores para a contratação de soluções para serviços de telefonia em nuvem na região.

Independente do segmento ou tamanho da empresa o setor de telefonia em nuvem está crescendo e se expandirá em um ritmo acelerado pelos próximos anos. Os avanços tecnológicos, como bots e análise de voz, darão um impulso em países desenvolvidos. Por outro lado, a telefonia em nuvem começará a penetrar nos países do sul da Ásia nos quais várias empresas de turismo e eventos começaram a contratar números virtuais para atender clientes em diferentes fusos horários e no idioma local.

Conhecendo os benefícios de se ter uma telefonia em nuvem, não há razões para apostar no modelo tradicional.

 

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre o seu e-mail para receber os nossos conteúdos