Maior produtividade em desenvolvimento e migração de sistemas tem nome: SADS

Tempo de leitura: 4 minutos
Publicado em 14 de junho de 2018
Categorias: Cases Spread Mercado TI Soluções Spread

Conjunto de ferramentas está no mercado a mais de 30 anos e garante segurança e eficiência na hora de transferir seu ambiente mainframe para IBM

Nossa “Paixão Por Transformação” permeia todas as áreas da Spread, até mesmo a concepção de nossas soluções. Para comprovar isso, nada melhor do que falar do SADS, ou Solução em Migração e Modernização de Ambientes Mainframe.

O SADS é um produto que começou a ser desenvolvido pela Spread lá em 1982, como uma solução interna, e deu tão certo que em 86 ganhou o mercado. Trata-se, não só de um único recurso, mas de um conjunto de ferramentas que permite desenvolver ou migrar sistemas de plataforma em um tempo muito menor do que o convencional.

Hoje, o SADS da Spread é o resultado desses mais de 30 anos de transformações e evoluiu para um produto abrangente que melhora significativamente a produtividade do desenvolvimento em ambiente de alta plataforma.

Esse suíte de ferramentas e componentes arquiteturais (como telas, consistências, paginação, menus, navegação, segurança e tratamento de erros) gera os códigos necessários a partir de regras definidas e imputadas no SADS com noções básicas de COBOL.

Comparado com um projeto em estágio inicial, a utilização do SADS da Spread aumenta a produtividade de um projeto em até 10 vezes. Isso aliado a uma maior eficiência, otimização de performance, redução de custos, padronização e portabilidade.

O SADS também é utilizado por grandes bancos nacionais, como o BRB – Banco de Brasília, para migração de sistemas nos ambientes mainframes Unisys para IBM. Aliás, este projeto foi grande vencedor na XVIII edição do Prêmio efinance, na categoria Portabilidade.

A solução da Spread agilizar a migração entre sistemas ao automatizar até 90% da transferência de dados e códigos entre diferentes plataformas de hardware e software. Isso faz com que esse processo aconteça de forma mais rápida e menos traumática para qualquer negócio.

O SADS ainda promove agilidade e padronização no desenvolvimento de sistemas através de componentes arquiteturais, gerando um código otimizado e um repositório de dados ativo, uma vez que sua empresa pode customizar os padrões que quer para o próprio código e fazer com que essas normas sejam seguidas em todo e qualquer desenvolvimento, independente de quem estiver escrevendo o código: SADS ou seu time de desenvolvimento.

Com isso, obtém-se melhora no desempenho das aplicações desenvolvidas e excelência na manutenção dos códigos gerados. O SADS permite também que os sistemas existentes no ambiente mainframe sejam modernizados utilizando tecnologias web, Java (JEE), servidores de aplicações e serviços de mensageria.

Funcionalidades e benefícios

Aumento na Eficiência Operacional

O SADS gera 100% do código fonte, aliviando o desenvolvedor de questões tecnológicas e permitindo que o profissional se concentre apenas nas regras de negócio. A solução ainda disponibiliza diversos componentes arquiteturais (como telas, consistências, paginação, menus, navegação, segurança, tratamento de erros), o que retira o trabalho de desenvolvimento dessas funções técnicas.

Toda a complexidade do ambiente operacional (CICS, z/OS, File Handle) é empacotada pelo SADS, de tal forma que, para um desenvolvedor que utiliza a solução, basta ter um conhecimento básico de COBOL.

Modernização do Ambiente Mainframe

A solução SADS permite modernizar a interface dos sistemas para o ambiente Web e Mobile sem alterações no código.

Migração de Ambiente Mainframe

O SADS da Spread automatiza migrações de sistemas do mainframe Unisys para o mainframe IBM ou para ambientes de baixa plataforma, permitindo que ocorram no menor prazo e custo possíveis. Devido à utilização de mecanismos automáticos de controle e um processo de migração apurado, manutenções nos sistemas legados podem ocorrer durante o processo. São utilizadas ferramentas para o controle de manutenção e suporte que automatizam a conversão de programas e migração das definições e registros dos bancos de dados.

Melhoria de performance
Muitos negócios dependem do mainframe, que precisa ser otimizado sempre que possível. Com esse objetivo, através da utilização de componentes arquiteturais, códigos gerados para economizar recursos de infraestrutura e um repositório de dados ativos, o SADS consegue obter o máximo de desempenho dos sistemas nesse ambiente.

Melhoria na experiência do usuário

Codificação e interface são padronizada, e o código fica legível e padronizado de acordo com as especificações da sua empresa. A solução ainda gera as documentações dos sistemas de forma automática tanto para os desenvolvedores que precisam entender a solução, como para o usuário final.

Conheça cases de sucesso que utilizaram SADS.