A revolução das startups

Tempo de leitura: 2 minutos
Publicado em 8 de Março de 2018
Categorias: Empreendedorismo Mercado TI
O mundo se transformou, o mercado mudou e as pessoas alteraram seu mindset. Evoluímos.
 
Por Alex Granjeiro
Acordar de madrugada, encarar um trânsito intenso, cumprir uma jornada diária de trabalho repetitivo entre nove e dez horas por dia e voltar para casa com a certeza de que no final do mês seu salário estaria garantido, juntamente com uma suposta estabilidade de emprego era sinal de sucesso profissional. Mas o mundo se transformou, o mercado se transformou, as pessoas mudaram seu mindset. Evoluímos.
 
Hoje, o jovem não busca mais uma grande organização para trabalhar. Hoje, o jovem não busca estabilidade profissional ou salário no final mês. Ele busca desafios e qualidade de vida. As organizações se transformaram. Surgiram as startups que, na sua essência, trouxeram um modelo disruptivo e inovador, causando uma “revolução no mercado”. É claro que as grandes empresas não iriam ficar estáticas a esse movimento; resolveram também inovar e implantaram as aceleradoras corporativas com um ambiente propício a criação – o intuito é de atrair grandes talentos dentro de um ambiente capaz de produzir produtos e serviços disruptivos e escaláveis.
A Spread Tecnologia – empresa com 34 anos no mercado, unidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Minas Gerais, com mais de dois mil funcionários e mais de trezentos clientes – é um exemplo de que grandes organizações são capazes de se transformar e acompanhar as tendências do mercado. Para tanto, implantou um centro de inovação: a Genova Empreendedorismo que, com um modelo único e inovador de aceleração de startups e com ênfase no go to market, abriu as portas para que pessoas com pensamento “fora de caixa” e ideias transformadoras pudessem desenvolver seus projetos, utilizando toda a estrutura, conhecimento e relacionamento da Spread com grandes clientes. O segredo do sucesso da Spread e da Genova foi apostar no talento, investir e acreditar no potencial humano, incentivando o empreendedorismo e intraempreendedorismo, formando conexões entre investidores, empresários, instituições de ensino e mercado.
 
Conectar pessoas, compartilhar conhecimento, criar e inovar são o mantra da Genova. Empreendedores como Rui Rosado e Marcel Chapuis são empresários com décadas de experiência e vivência corporativa que também se transformaram, partiram para o empreendedorismo e abririam sua própria startup: o IdCel, uma plataforma de geolocalização que vem revolucionando o mercado e se transformou na grande empresas como a IBM, Santander e Spread, assim bem como o de investidores. Nascer enxuto dentro de metodologia ágil e dinâmica de uma startup não significa ser pequeno; basta olhar para o Facebook, Uber e Google. Sonhar grande, desenvolver soluções globais e manter-se conectado são características do profissional do futuro. Você pode revolucionar o mercado! Já experimentou acreditar em você?