por | out 6, 2021

O SAP na automatização na gestão financeira da sua empresa

transformação digital implica necessariamente em adotar ferramentas como SAP que, além de fazer com que seus processos atuais migrem para o ambiente digital, sua organização comece a contar com novas soluções e possibilidades que facilitem a gestão. 

Automatizar é só uma parte. Fundamental, podemos dizer, já que você acaba liberando seus recursos humanos para pensar em questões mais estratégicas, e não mantendo sua força de trabalho executando funções manuais.  

Alinhado com estas premissas, encontramos no mercado uma das soluções mais eficientes em gestão de processos que uma organização poderia dispor: o SAP.  

O que é SAP? 

A SAP foi a primeira companhia a desenvolver um ERP (Enterprise Resource Planning) e popularizar sua distribuição ali, ainda na década de 70. Um de seus primeiros componentes foi justamente um módulo de contabilidade financeira, que serviria de base para o desenvolvimento dos seguintes.  

A sigla significa Sistemas, Aplicações e Produtos. Como muitos outros ERPs, o SAP oferece módulos para agilizar os processos dos negócios em vários níveis, departamentos e setores: tudo para que não só os funcionários estejam conectados, mas também suas ideias.  

Ou seja, o SAP atende demandas em recursos humanos, finanças, vendas, e isso só para citar uma parte de seu alcance dentro da gestão. Sua companhia pode adquirir módulos específicos e descartar outros que não sejam de interesse do seu negócio.  

O SAP pode literalmente gerenciar praticamente todos os departamentos do seu empreendimento, dando aquela ajuda na hora de revolucionar a forma como seu negócio é operado.  

Atualmente, o SAP tem nada menos do que 230 milhões de usuários na nuvem, oferecendo mais de 100 soluções que abrangem literalmente todas as áreas de um negócio.  

Com ferramentas de automação que organizam e eliminam a redundância de dados, sua organização pode contar com o SAP para funcionar com muito mais eficiência.  

Vantagens para as empresas  

Com tudo isso que comentamos, você já deve ter percebido que o SAP precisa fazer parte do seu ambiente de gestão corporativa hoje mesmo.  

Mesmo assim, se você ainda não está totalmente convencido, podemos entrar no detalhe das soluções relacionadas especificamente à gestão financeira, que é o mote principal do artigo de hoje.  

Continue com a leitura e confira alguns tópicos que você deve achar bastante interessante: 

Gestão de fluxo de caixa estratégico 

Segundo um estudo do SEBRAE, 26,5% das empresas não conseguem passar dos dois primeiros anos de vida, e um dos maiores problemas que causam a falência é exatamente a má gestão do fluxo de caixa.  

Não existe eficiência financeira organizacional sem uma boa gestão de fluxo de caixa. Neste sentido, o SAP é um dos seus principais aliados para ter resultados cada vez melhores.  

No SAP, com cada transação que é feita pela companhia (compras, vendas, investimentos, recebimentos, pagamentos, entre outros) é atualizada automaticamente no fluxo.  

Isso representa um tremendo diferencial em relação à manutenção de planilhas não integradas onde é quase impossível manter tudo atualizado. O SAP também ajuda a pensar os pagamentos e recebimentos futuros e gera relatórios segmentados por recebíveis (crédito, débito, cash ou cheques).  

Acompanhamento em tempo real 

Como comentamos, automatizar é importante, mas não é tudo. Com o SAP, além de automatizar os controles de entrada e saída de recursos financeiros, isso ainda é feito em tempo real.  

Ou seja, a coleta de informações, a elaboração de relatórios, a preparação e execução de orçamentos, declarações financeiras, gestão de materiais de ou em terceiros e atendimento de obrigações fiscais, tudo isso é feito no mesmo momento em que alguma informação é lançada no sistema.  

Este tipo de automação tem impacto direto na eficiência operacional, já que não existem mais planilhas de controle separadas ou coleta manual de dados. O resultado? Menos custos e mais facilidade de aumentar a receita.  

Até mesmo quando pensamos na carga tributária de uma organização, sem uma solução automatizada com o SAP, fica muito mais difícil visualizar todas as informações associadas aos tributos. Neste ERP, você ainda pode classificar cada uma dessas atribuições inclusive considerando regras municipais e estaduais.  

Gerenciamento de riscos 

Com tudo sob controle, e de forma imediata, a gestão financeira corre menos riscos. Mais do que isso, o SAP torna possível trabalhar com cenários futuros prováveis, apoiado em análises preditivas. 

A análise preditiva, também conhecida como PA (predictive analytics), é um tipo de modelo estatístico que se apoia nas informações e dados que figuram no seu sistema no sentido de antecipar eventuais padrões.  

Ter soluções capazes de antecipar cenários é fundamental para que os financeiros dediquem menos tempo e recursos a ações que não agreguem valor e liberem os quadros para pensar em questões como governança, margem, clientes, entre outras.  

Com o SAP, suas contas correntes, contabilidade, movimentações estimadas e conciliações, entre outros aspectos, são acompanhadas de perto pelo sistema, o que facilita o monitoramento e adequação à quaisquer que sejam as normas que se apliquem à sua organização.  

Integração ágil 

Previamente, comentamos que é preciso agilizar os processos em vários níveis. Quando falamos de gestão financeira, isso é mais importante ainda.  

Até mesmo porque, tradicionalmente, departamentos como financeiro, contábil, tesouraria, etc, sempre foram vistos trabalhando separados em suas funções particulares, mas é impossível dissociar suas interdependências.  

Com o SAP, as barreiras entre áreas tendem a desaparecer, já que o ambiente de gestão é unificado e podem ser agregados módulos extras que se comunicam com os outros, permanecendo ao alcance de todos ao mesmo tempo. 

A tesouraria, por exemplo, tem um papel cada vez mais importante na estratégia financeira das organizações. Neste sentido, uma gestão baseada no SAP consegue ver além de movimentos no caixa e todas as operações bancárias.  

A integração está garantida com o SAP e isso percebe-se nas simulações que podem ser feitas em relação aos ganhos, otimizações e inclusive em renegociações de dívidas. Conectando a tesouraria com as outras áreas das finanças, você ganha em todos os sentidos.  

Escalabilidade com segurança 

Uma das maiores dificuldades que os departamentos financeiros encontram é a necessidade de ajustar sua capacidade operacional, dependendo do fluxo de movimentações de um determinado período.  

A sazonalidade do volume de negócios pode imprimir ritmos bastante diferenciados de acordo com o período do ano. É exatamente nestes momentos que a gestão financeira corre os maiores riscos.  

Neste sentido, o SAP, principalmente em sua versão on cloud, permite que sua organização acompanhe as necessidades específicas durante todos os períodos do ano.  

E não é só em relação ao volume de negócios que o SAP é útil, ele também se ajusta perfeitamente de acordo com o momento da sua companhia. Saltos no crescimento podem ser acompanhados pela aquisição de novos módulos necessários para a gestão financeira.  

SAP na gestão financeira da sua empresa  

A lista de segmentos que podem obter esses e outros benefícios ao implementar o SAP não para de crescer. Como comentamos antes, este ERP está pensado não para um segmento em particular e sim para toda e qualquer empresa que queira desenvolver uma gestão financeira de excelência.  

Sua simplicidade, flexibilidade e atualizações constantes permitem que suas funcionalidades sejam aplicadas em várias áreas de praticamente qualquer tipo de organização.  

O SAP, de uma forma geral, colabora com: 

Soluções fiscais 

Conseguir ficar em dia com toda e qualquer obrigação legal é um desafio. Por isso, o SAP é capaz de colaborar com a gestão financeira ao permitir que documentos de origem sejam navegados sem dificuldades, tudo de forma totalmente integrada.  

Seja na hora de validar notas ou realizar a checagem de possíveis desvios relacionados aos impostos, a plataforma parametriza os registros automaticamente. Caso algum problema seja identificado, as notas podem ser corrigidas e os processos seguem com a menor interferência possível.  

Processos financeiros 

Manter tudo que esteja relacionado à gestão financeira em um único ambiente é algo que sua empresa deveria experimentar algum dia. Melhor dizendo: em todos os dias de seu funcionamento.  

No SAP, seus processos podem ser otimizados para que funcionem melhor, já que a centralização colabora com a análise das etapas que criam mais gargalos para que cada erro do processo seja corrigido.  

Business intelligence 

O SAP ainda conta com um pacote centralizado de BI (Business Intelligence) que ajuda a criar relatórios, visualizar e compartilhar dados com muito mais eficiência e facilidade.  

A camada de BI do SAP permite que os dados sejam transformados em insights, que podem ser compartilhados entre os membros das equipes por causa de sua arquitetura flexível na mesma ferramenta, seja para alguns poucos usuários ou para milhares.  

Migração para o S/4HANA 

O SAP chegou à 4ª geração de seu sistema oferecendo uma versão muito mais simplificada (daí o “S” do nome), o S/4HANA.  

Se sua organização já trabalha com o ERP mais tradicional do mercado, suas funcionalidades podem ficar ainda melhores. Com muito mais inovação e tecnologia, tecnologias como Machine Learning, soluções em IoT e Big Data ainda fazem parte desta versão.  

A gestão financeira é o pilar da sustentabilidade de um negócio. Contar com soluções que atendam a todas as necessidades de sua empresa é um imperativo para que vocês se mantenham competitivos.  

Esperamos que você tenha achado este artigo esclarecedor e lhe convidamos a conhecer melhor os 6 benefícios de uma tesouraria automatizada! 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre o seu e-mail para receber os nossos conteúdos