por | maio 16, 2022

Conheça as 5 principais novas tecnologias para 2022

Quer saber o que está movendo o mundo high tech em 2022? Acompanhe nosso artigo e confira as principais novas tecnologias do mercado e porque estão trending

Empresas que investem em inovação tecnológica, têm um maior potencial de crescimento e escala, e ainda, tem um grande impacto no mercado perante seus concorrentes. Investir em tecnologia beneficia a empresa como um todo, gera maior produtividade, melhora processos, impacta positivamente a experiência de clientes com melhores atendimentos e claro, dados precisos geram maiores insights para a personalização e inovação estratégia.

Confira as 5 principais tendências de tecnologia que destacamos abaixo:

#01 Data fabric

Estamos passando por uma revolução blockchain, um modelo de malha de dados descentralizado onde não existem entidades ou indivíduos que concentrem o controle das informações. 

O sucesso desse novo paradigma de gestão de dados é tão grande que suas vantagens estão começando a ser incorporadas fora do mundo das finanças, onde as cadeias de blocos definiram seu domínio. 

Se você tem uma organização data-centric, ou seja, que depende da qualidade e da fluidez dos dados para o funcionamento, deveria conhecer o conceito de Data Fabric. 

Por definição, Data Fabric é uma arquitetura de informações que integra os dados de uma organização do começo ao fim. O mercado já percebeu sua importância, tanto é que o mercado global de tecido de dados está projetado para crescer até 2029, um valor de praticamente 7 bilhões de dólares. 

Isso não é pouco, mas há mais ainda. 

Usando uma abordagem holística, o Data Fabric tem como objetivo superar dificuldades na gestão de informações que tenham a ver com diferentes softwares, lugares geográficos, tempos de produção e modificação de dados e até mesmo localização das informações. 

No Data Fabric, o acesso às informações não é centralizado, todos os participantes da organização podem interagir com as informações em tempo real. Mesmo assim, é mais do que uma network funcional e expandida: o mundo em si se converteu em dados, e é preciso saber extrair insights úteis de tudo que temos agora à disposição.

Para incluir o Data Fabric no repertório de sua empresa, é necessário investir em ecossistemas desenvolvidos para a integração de processos tecnológicos e mudar a forma como a informação é gerenciada. 

#02 Hiperautomação

A automação se define como a possibilidade de substituir tarefas manuais por máquinas e softwares capazes de executar ações humanas. Programas que carregam e até conferem dados sozinhos, linhas de montagem com poucas pessoas ou mesmo sistemas de segurança capazes de identificar comportamentos atípicos, entre muitas outras coisas, foram um grande passo. 

Com isso dito, caberia a pergunta, “no que se refere à inovação tecnológica, o que pode vir depois da automação?”.

A resposta é simples, e resume-se em uma palavra: a hiperautomação. E só para citar alguns números, 34% das organizações estão adotando a hiperautomação e algumas companhias informam que sua velocidade e acurácia aumentaram em até 10X. Números surpreendentes, mas, o que é hiperautomação?

Por definição, a hiperautomação é uma evolução da automação, e leva não só tarefas e processos manuais a uma automatização robótica, mas combina diversos processos e recursos de automação utilizando a inteligência artificial para executar tarefas mais complexas.
Ao invés de, por exemplo, somente processar documentos, agora é possível dotar os RPAs de inteligência cognitiva e usar recursos como visão computacional. Neste novo modelo, robôs podem inclusive trabalhar lado a lado com seres humanos e aproveitar o melhor dos dois mundos. E ainda, sendo possível programar os bots para tomar decisões com mais assertividade e autonomia sem a intervenção humana.

#03 Plataforma Cloud

Sistemas legados caros e de alto custo de manutenção, silos de informações, bancos de dados que não interagem entre si, falhas nos backups e todo tipo de travas para acessar ferramentas necessárias para o trabalho diário: pode esquecer de tudo isso, entramos na era do Cloud Computing.

As plataformas cloud vieram para dar mais dinamismo às operações de todos os tipos de organizações sem importar seu porte ou ramo de atividade. Poderíamos descrever suas novas tecnologias em uma palavra: integração. 

De fato, as plataformas clouds oferecem tudo o que um negócio precisa para funcionar em um só lugar. 

IaaS, PaaS, SaaS, tudo ao seu dispor e algo fundamental: facilmente ajustável à sua demanda. Negócios com alta sazonalidade podem facilmente redimensionar seu poder de processamento para mais ou para menos com um simples contato com os fornecedores das soluções on cloud. 

Quer integrar seu e-commerce com marketplaces de todo o mundo? Agora, isso ficou muito mais fácil, já que as plataformas cloud têm conectores com os players mais importantes do mercado e, em questão de horas, você pode estar acessível para públicos muito mais amplos.

#04 Inteligência artificial

Citamos previamente a inteligência artificial no tópico da hiperautomação, mas vale a pena detalhar um pouco mais esta que é uma das novas tecnologias com maior potencial de implementação em 2022. 

Em primeiro lugar, é preciso dizer que a inteligência artificial está na mira de 9 em cada 10 líderes de negócios e espera-se que seu mercado global atinja o respeitável valor total de 267 bilhões de dólares até 2027.

Tal interesse não é por acaso. Empresas de todos os segmentos incluíram a IA em suas ferramentas para expandir seus negócios e melhorar suas operações. 

Quando pensamos em deep learning, uma das aplicações da IA, vemos como os e-commerces estão escalando suas vendas ao fornecer previsões de comportamento dos consumidores e permitindo que ações sejam executadas neste sentido. 

De fato, os dados estão no coração da IA, alimentando os algoritmos que aprendem o que serve de combustível para suas descobertas, associações paralelas, permitindo novos insights e estratégias de mercado. 

#05 Data driven

E já que os dados fizeram parte de praticamente todos os tópicos do texto de hoje, não poderíamos deixar de falar de Data Driven. 

O conceito faz referência às organizações que se apóiam em dados para suas tomadas de decisão. Com isso, espera-se ter mais eficiência, mais rápido, e com base em informações de qualidade e em tempo real. 

Para tanto, aqui, é importante que sua organização considere que praticamente tudo o que mencionamos hoje não funciona por separado. O Data Fabric pode (e deve) ser combinado com a hiperautomação, melhor ainda se for on cloud, e tudo isso tem como motor a IA.

Em números, podemos destacar o fato de que 63% dos entrevistados em uma pesquisa em vários segmentos afirmam que o uso de Data Drive e seu potencial analítico está garantindo uma vantagem competitiva para suas organizações. 

Implementar tudo isso é mais simples do que você imagina. Inclusive, já é hora de deixar de imaginar e tornar esses conceitos em realidade na sua empresa. Converse com a Spread!

Gostou do conteúdo? Assine nossa newsletter e receba por e-mail todas as atualizações de conteúdos sobre tecnologia.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre o seu e-mail para receber os nossos conteúdos