Big Data: porque você deve implementar e ter maior inteligência baseada em dados

4 de outubro de 2022 | Inovação e tecnologia

Sem dúvida estamos na era do Big Data. Cada vez mais, dependemos deles para extrair informações estratégicas de negócios, tomar decisões e planejar o futuro das empresas.

Tanto é, que até 2025 o mercado global de análise de Big Data deve crescer cerca de 30%, atingindo 68 bilhões de dólares. E por que as empresas estão tão preocupadas com isso?

Porque é a partir dos dados que podemos extrair o que há de mais precioso nos negócios, como entender o comportamento dos nossos consumidores, avaliar a viabilidade de projetos ou mesmo decidir onde e quando investir os recursos da organização.

Quer entender melhor por que você deve implementar um Big Data na sua empresa? Continue a leitura!

O que é Big Data e por que eu devo implementá-lo?

Big Data é um conjunto gigante de dados estruturados e não estruturados, vindos de diversas fontes, em quantidade, variedade e volume diferentes, e que são difíceis de serem processados por softwares simples de gerenciamento de dados.

Mas além de considerar o volume, a variedade e a velocidade com que esses dados chegam até a sua empresa, também é necessário entender o valor deles para a sua estratégia, bem como a veracidade deles, a fim de que a sua tomada de decisão seja realmente assertiva.

Nesse sentido, são cinco os pilares do Big Data:

  1. volume
  2. velocidade
  3. variedade
  4. valor
  5. veracidade

Ao mesmo tempo em que se dá o nome de Big Data ao seu banco de dados, o mesmo termo é aplicado às soluções tecnológicas que permitem a coleta, armazenamento e processamento desses dados, ou seja, aos softwares que fazem esse trabalho.

Agora que você já sabe o que é Big Data, vem a pergunta: por que a sua empresa deveria contar com uma solução dessas?

Por que implementar a análise de dados?

O ponto número um dessa questão é a capacidade de compreender o contexto econômico, social e ambiental no qual a sua empresa está inserida, usando o data analytics para elaborar estratégias, táticas e operações mais sustentáveis e conectadas com os valores da sua organização.

Para você ter uma ideia, 94% das organizações afirmam que a análise de dados é essencial para os seus negócios. Em contrapartida, 73% delas dizem que os dados coletados não são utilizados para fins de análise, o que demonstra a necessidade de se ter caminhos mais estruturados para que os dados sejam realmente bem aproveitados no ambiente corporativo.

Outro dado importante, revelado em pesquisa, é de que 74% das organizações acreditam que a falha nesse processo de coleta, armazenamento e processamento de dados pode levar uma empresa à falência.

O que é e por que implementar o Big Data você já sabe. Mas você sabe como funciona uma cultura data-driven?

Como funciona uma cultura Data-driven

Uma cultura orientada por dados é aquela em que as decisões são pautadas em informações e insights extraídos a partir de uma análise de dados detalhada. E isso pressupõe o uso de um Big Data e, claro, um planejamento estratégico, cujas etapas você confere a seguir:

1. Defina suas fontes de dados

O primeiro passo para implementar uma cultura data-driven é entender quais são as suas fontes de dados e o que elas trazem de valor para o seu negócio. Por exemplo, quais são os canais de atendimento ao cliente e o que eles trazem de informação que pode alimentar suas estratégias de captação, retenção e fidelização de clientes?

2. Identifique as métricas certas

O ponto seguinte é identificar quais métricas servirão de guia para que você entenda se os dados são relevantes para sua organização e como eles contribuirão para sua estratégia global. KPIs como lifetime value, taxa de conversão de clientes, ticket médio, entre outros, são a base de uma cultura data-driven.

3. Escolha os responsáveis pelo acompanhamento e lapidação dos dados

Ter analistas de negócios especializados em entender como os dados podem contribuir para sua estratégia global é de suma importância. Portanto, identifique aquelas pessoas que são chave nos seus processos ou contrate pessoas capazes de transformar dados em inteligência de negócios.

4. Use as ferramentas certas

O quarto ponto para ter uma cultura data-driven na sua empresa é fazer uso das ferramentas corretas. E aqui vale um aviso: é preciso entender em profundidade o seu modelo de negócio e escolher aquelas soluções que se adequam ao seu perfil ou são capazes de sofrer customizações para atender Às suas necessidades.

5. Treine sua equipe

Nem tudo é tecnologia na cultura data-driven. Para que o Big Data seja uma realidade na sua organização, você precisa de uma equipe preparada para fazer a conexão entre dados e estratégia. E isso se dá com base em treinamentos.

Uma cultura data-driven não se constrói da noite para o dia. É um processo contínuo de aperfeiçoamento que vai se tornando cada dia mais robusto e relevante para o desenvolvimento do seu negócio. E agora para finalizar o nosso artigo de hoje, vamos te apresentar 4 motivos para investir em uma solução de Big Data.

4 motivos para investir em uma solução de Big Data
1. Antecipar necessidades de clientes

Uma das grandes contribuições do Big Data é fornecer à sua empresa insights que possibilitam antecipar as necessidades de clientes e desenvolver produtos e serviços mais alinhados com o que o seu mercado deseja. É o que fazem empresas como a Netflix e a Procter & Gamble, por exemplo.

2. Oferecer experiências personalizadas

Ao analisar os dados dos seus clientes, você também se torna capaz de oferecer experiências personalizadas a eles, aumentando o nível de engajamento, fidelização e defesa da marca, por exemplo.

3. Ter maior eficiência operacional

O Big Data também contribui para a análise de processos internos e externos da empresa, oferecendo insights para a melhoria da eficiência e eficácia dos mesmos, o que se reflete em maior produtividade e geração de valor para a organização.

4. Inovar para crescer

O grande diferencial do mercado está nas empresas que conseguem inovar em seus segmentos de atuação, sendo que o Big Data é fundamental neste processo, já que traz dados e informações que indicam preferências de consumidores, interdependências entre a sua organização e fornecedores, possibilidades de negócios que ainda não foram explorados, entre outros.

Esses são alguns dos motivos pelos quais sua empresa precisa conhecer o  Big Data Spread. Por meio de uma consultoria especializada, fazemos o entendimento do cenário atual com um recorte de dados para realizar e executar uma POC com ênfase em realizar os maiores desafios da sua equipe a partir do modelo de negócio de cada empresa. 

Com um grande diferencial na velocidade e agilidade das entregas, nossos especialistas em dados desenvolvem o backlog com as entregas semanais e realizam os rituais de entregas com o acompanhamento do cliente. Além dos deploys de produção, entrega dos acesso e treinamento com o cliente, nós avaliamos os resultados e construímos uma esteira de melhorias. 

 É hora de acelerar a jornada data-driven na sua empresa, fale com um dos nossos especialistas e saiba como começar.

Utilize a hiperautomação na otimização de projetos

Utilize a hiperautomação na otimização de projetos

Entre todas as tecnologias emergentes da atualidade, a hiperautomação é uma das mais relevantes que as organizações de todos os tipos encontram à sua disposição.  Combinando a inteligência artificial (AI), a automação de processos robóticos (automação RPA) e os...

Tecnologias para apostar no setor de energia

Tecnologias para apostar no setor de energia

O setor de energia está passando por grandes transformações, impulsionada por novas tecnologias. Em um mundo cada vez mais conectado, adotar a transformação digital já nem sequer é uma opção. Para manter-se competitivo neste setor, é preciso estar disposto a...

Field Service: transformando a maior Petrolífera brasileira

Field Service: transformando a maior Petrolífera brasileira

Sempre que um negócio precisa executar atividades em campo, ele pode contar com a ajuda de equipes especializadas de terceiros para atender às suas demandas. Esse tipo de serviço se chama Field Service. Na prática, o Field Service envolve o encaminhamento de...

Veja também

Utilize a hiperautomação na otimização de projetos

Utilize a hiperautomação na otimização de projetos

by | 27 de novembro de 2023 | Digital | 0 Comments

Entre todas as tecnologias emergentes da atualidade, a hiperautomação é uma das mais relevantes que as organizações de todos os tipos encontram à sua disposição. ...

Tecnologias para apostar no setor de energia

Tecnologias para apostar no setor de energia

by | 16 de novembro de 2023 | Inovação e tecnologia | 0 Comments

O setor de energia está passando por grandes transformações, impulsionada por novas tecnologias. Em um mundo cada vez mais conectado, adotar a transformação digital já...

Field Service: transformando a maior Petrolífera brasileira

Field Service: transformando a maior Petrolífera brasileira

by | 10 de novembro de 2023 | Inovação e tecnologia | 0 Comments

Sempre que um negócio precisa executar atividades em campo, ele pode contar com a ajuda de equipes especializadas de terceiros para atender às suas demandas. Esse tipo...

3 dicas para usar Hiperautomação

3 dicas para usar Hiperautomação de forma inteligente

by | 1 de novembro de 2023 | Digital | 0 Comments

Na sua empresa, você tem muitas tarefas repetitivas e demoradas, que consomem muito tempo e atrasam o crescimento do seu negócio? Se a resposta é sim, saiba que você...

A importância da análise de qualidade para identificar possíveis melhorias

A importância da análise de qualidade para identificar possíveis melhorias

by | 17 de outubro de 2023 | Inovação e tecnologia | 0 Comments

Entregar um software 100% perfeito é um desafio. As equipes de programadores passam semanas, ou até meses, desenvolvendo sites ou aplicativos.  Elas analisam os códigos...

Benefícios do IoT para sua empresa

Benefícios do IoT para sua empresa

by | 10 de outubro de 2023 | Inovação e tecnologia | 0 Comments

A Internet das Coisas (IoT) está presente em todas as áreas de nossas vidas. Seja ao consumir produtos e serviços das marcas nas quais confiamos, quando usamos o...

SAP: 5 vantagens que podem melhorar a realidade na sua empresa

SAP: 5 vantagens que podem melhorar a realidade na sua empresa

by | 3 de outubro de 2023 | Inovação e tecnologia | 0 Comments

SAP é a sigla para System Application Products, um tipo de software que tem uma única missão: ajudar o seu negócio a gerenciar todas as suas operações, mesmo as de mais...

4 práticas de ESG que podem beneficiar o seu negócio

4 práticas de ESG que podem beneficiar o seu negócio

by | 3 de outubro de 2023 | Inovação e tecnologia | 0 Comments

O conceito de ESG - Environmental, Social and Governance não é novo. Contudo, está cada vez mais presente na vida das empresas e exige uma visão de longo prazo para ser...

Low code: porque essa tecnologia vai te deixar à frente de concorrentes

Low code: porque essa tecnologia vai te deixar à frente de concorrentes

by | 19 de setembro de 2023 | Digital | 0 Comments

Quem não gostaria de criar softwares personalizados de forma rápida, simples e fácil?  O que era impossível há pouco tempo, agora está ao alcance de sua empresa. A...

SAP S/4HANA: melhore a eficiência dos processos de negócios

SAP S/4HANA: melhore a eficiência dos processos de negócios

by | 12 de setembro de 2023 | Inovação e tecnologia | 0 Comments

Hoje em dia, não tem como pensar o funcionamento de uma empresa sem uma de suas ferramentas mais importantes, o Enterprise Resource Planning (ERP). Sem ele, cada...

Hiperautomação

Hiperautomação: explore a tecnologia que pode impulsionar o seu negócio

by | 5 de setembro de 2023 | Inovação e tecnologia | 0 Comments

Ter processos automatizados é a meta de praticamente qualquer tipo de empresa, sem importar o seu porte e segmento, certo?  Afinal de contas, que negócio não gostaria...

ESG como solução para o futuro das empresas

ESG como solução para o futuro das empresas

by | 4 de setembro de 2023 | Inovação e tecnologia | 0 Comments

O ESG não é necessariamente algo novo, mas a popularidade do conceito tem aumentado bastante nos últimos anos.  A sigla remete a "Environmental, Social and Governance",...

Share This