por | out 26, 2021

Check list: os benefícios da agilidade

Se você acompanha o blog da Spread de perto, vai perceber que, no último ciclo, entramos com tudo no mundo Agile em nossos conteúdos.

E não é para menos, afinal de contas, as metodologias ágeis mudaram radicalmente a forma como profissionais, equipes e até mesmo empresas conduzem a gestão de seus projetos.

Se, antes, o mais comum era ter instâncias de desenvolvimento longas e poucas interações com clientes e usuários finais, as metodologias ágeis eliminaram fronteiras, deixaram todo mundo mais próximo e mudaram o paradigma da eficiência das equipes de TI.

No primeiro post da série, explicamos o que é metodologia ágil e como aplicá-la em nosso dia a dia. Na sequência, o foco prático esteve colocado na implementação Agile em empresas.

Hoje, chegou a vez de dar uma olhada mais generalista e entender os benefícios da agilidade em um sentido mais amplo. Para isso, preparamos uma checklist completa com todas as vantagens de incorporar essa metodologia.

Siga conosco e boa leitura!

Uma metodologia para os tempos atuais

O ritmo das mudanças no mundo dos negócios nunca foi tão dinâmico e intenso. Em outras palavras, isso acaba se traduzindo em prazos cada vez mais curtos e orçamentos na mesma proporção.

Não temos mais condições de passar meses e meses em um único projeto, por isso, as organizações entenderam que a implementação da metodologia ágil é a melhor forma de atender as demandas atuais.

O Agile, quando combinado com a gestão de projetos, trouxe vários benefícios. Agora, você vai conferir alguns deles.

#01 Satisfação dos clientes

No Agile, o cliente não só participa durante o pedido de uma solução e na hora da entrega, ele está presente em todo o processo de tomada de decisões.

Além de melhorar a satisfação dos clientes, que percebem que suas considerações estão realmente sendo levadas em conta, o Agile melhora a retenção.

Nas estruturas tradicionais, os clientes praticamente não são informados sobre a evolução do desenvolvimento. Isso é um problema para as equipes, que podem dedicar muito tempo a tarefas que sequer estariam alinhadas com as demandas, ou requisitos, termo usado no desenvolvimento de softwares.

Como a agilidade também encurta os tempos de lançamento de uma solução, a satisfação também tem a ver com aproveitar a oportunidade de um cliente ser o pioneiro em uma solução, sem ser ultrapassado por algum concorrente.

#02 Flexibilidade levada ao extremo

Quando as metodologias ágeis são realmente implementadas em uma equipe de desenvolvimento de projetos, esta adquire uma flexibilidade incomparável.

No Agile, os times trabalham com intervalos mais curtos, e têm sempre o retorno da opinião dos clientes e de qualquer outra parte interessada no projeto.

E, normalmente, receber uma opinião significa ter que realizar algum tipo de modificação. Em outras metodologias de gestão de projetos, isso também acontece, só que em intervalos maiores, o que dificulta os ajustes, já que há muito mais coisas por modificar.

Como a metodologia ágil divide as atividades em sprints de entre uma a duas semanas, qualquer alteração é muito mais factível.

Sabemos como os requisitos podem mudar de um dia para o outro. Imagine se houver um intervalo de meses! Com o Agile, os pequenos ajustes ajudam a manter tudo mais alinhado com as novas demandas.

#03 Melhoria contínua

Trabalhar na autorreflexão, no sentido de implementar a melhoria contínua, é um dos princípios básicos do manifesto ágil.

Neste caso, como a metodologia ágil trabalha baseada em iterações (repetição de uma ou mais ações), isso significa que cada sprint será mais eficiente que os anteriores e que os erros cometidos têm muito menos chances de voltarem a acontecer.

A agilidade estimula e promove uma cultura aberta de troca de ideias entre todos os envolvidos.

Neste sentido, mesmo alguém que não é especialista em uma determinada área têm total oportunidade de emitir sua opinião a respeito de qualquer questão. Isso é exatamente o que permite que novos pontos de vista surjam, que o aprendizado seja compartilhado e todos melhores em conjunto.

#04 Equipes mais empoderadas

Durante o desenvolvimento de um projeto ágil, ninguém que não participe das equipes vai aparecer dizendo como as coisas têm que ser feitas.

As equipes ágeis são autogerenciadas e se organizam por si só. Isso dá muito mais autoridade sobre suas próprias decisões e responde à forma como efetivamente aquele conjunto de pessoas costuma trabalhar melhor.

Inclusive a natureza multifuncional e multidisciplinar dos integrantes das equipes colabora para que se compartilhem novas habilidades de gerenciamento e os conhecimentos dos integrantes aumentem.

A frequência em que tudo é debatido, avançado e revisto novamente cria vínculos mais próximos entre os participantes dos times.

Outro aspecto que proporciona mais domínio sobre as atividades é o tamanho reduzido: ao invés de ter que conversar com 50 pessoas para decidir algo, isso pode ser feito entre poucos.

#05 Mais qualidade final

Até agora, pode observar que uma grande parte dos benefícios da agilidade está relacionado com a forma como o tempo é gerenciado.

E quando se trata da qualidade final, vale fazer a mesma associação.

Como os projetos são divididos em unidades gerenciáveis, as equipes podem manter suas atenções muito mais próximas de cada avanço. Isso é feito com base em desenvolvimentos, testes e novos desenvolvimentos.

Nos modelos anteriores de desenvolvimento, como no waterfall (cascata), era difícil detectar problemas até que o projeto fosse terminado. No Agile, os testes são diários e qualquer problema é rapidamente corrigido.

Na medida em que cada sprint é pensado e executado, os clientes podem definir novos requisitos no momento certo, o que significa que os desenvolvedores estão trabalhando sobre as orientações mais recentes.

#06 ROI com menos tempo

Antigamente, um cliente podia investir no desenvolvimento de um projeto e só esperar retorno sobre esse investimento meses (ou anos) após a solicitação.

Com a metodologia ágil, o ROI chega antes. É possível lançar recursos parciais sem que todo o projeto já esteja concluído, o que permite que funcionalidades sejam postas em prática antes.

Por outro lado, os clientes podem privilegiar os aspectos mais importantes, que tenham mais valor comercial, e deixar outras partes do software para o final do desenvolvimento.

A agilidade é uma poderosa ferramenta de desenvolvimento de softwares, entregando vantagens não só para as equipes, como também para os clientes.

E sua organização, já trabalha com agilidade? Se precisar de orientação neste sentido, a Spread está à sua disposição! Entre em contato!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre o seu e-mail para receber os nossos conteúdos